As novas mídias no papel da evangelização

Noticias da Igreja

Os avanços tecnológicos e a crescente popularidade das redes sociais transformaram a forma das pessoas se comunicarem e se relacionarem entre si. Cada vez mais informações são produzidas, lançadas nas redes, curtidas e compartilhadas.

A missão primordial da Igreja é comunicar a Boa-Notícia do Reino, o próprio Jesus a institui assim: “Ide por todo o mundo, anunciai a Boa Nova a toda criatura.” (Mc, 16, 15) .E as redes sociais atualmente cumprem um papel primordial na evangelização, o Papa Francisco  alerta que o novo desafio da igreja é ajudar cada pessoa a descobrir Jesus por meio dessa nova era de comunicação.

O Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil diz que :” A Igreja no Brasil vem procurando acompanhar o desenvolvimento do processo comunicacional em sua feição midiática a fim de atualizar a sua missão no mundo. Essa tarefa deve ser acompanhada de um processo de sensibilização e formação dos leigos para o exercício pleno da comunicação”.

O Diretório fala também sobre o papel dos jovens na evangelização no espaço virtual: “Os jovens que estão presentes nas redes sociais digitais, são convidados pela Igreja a dar testemunho cristão nesses ambientes. É nesse espaço que eles devem fazer resplandecer o rosto de Jesus Cristo, vivendo os valores evangélicos, de justiça, de não violência, de paz, de fraternidade, de amizade e solidariedade”.

O espaço virtual quebra a lógica do espaço-tempo e o seu poder de alcance é algo imensurável permitindo que a evangelização vá ao encontro das pessoas através da transmissão de conteúdos da fé, seja por meio de transmissões ao vivo, publicações em fanpages, instagrans ou grupos no whatsaap.

A Igreja reconhece que as redes sociais podem sim ajudar no processo de evangelização, desde que sejam utilizadas como forma de aproximar as pessoas da fé e não como substituição da presença e das relações “reais”, mas que através do espaço virtual a palavra de Deus possa ser levada a todos quebrando barreiras físicas e trazendo uma maior interação entre os Cristãos, por fim essa relação deve trazer uma reflexão e gerar atitudes concretas de conversão.

Autor: Lalesca Macedo

Fonte: Diocese de Crato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *