inicio / Formação / Aniversário de Fundação do Seminário São José de Crato

Aniversário de Fundação do Seminário São José de Crato

Há 143 anos, era inaugurado o Seminário Episcopal do Crato, como extensão do Seminário Diocesano da Prainha de Fortaleza, pelo então Sr. Bispo Diocesano do Ceará, D. Luiz Antônio dos Santos.
Dedicado ao Glorioso Patriarca S. José, esta veneranda instituição tem formado muitos sacerdotes ao longo das quatorze décadas de sua existência. Mas não apenas padres, também inúmeros cidadãos ilustres, que ao longo do caminho perceberam serem outros os apelos vocacionais do Divino Mestre.
Sem contar os enormes benefícios prestados à educação do sul do Ceará (primeira instituição de ensino superior e primeiro curso ginasial do sul do estado) e os inúmeros levitas que saíram de seus muros, destaquemos alguns alunos do vetusto casarão que foram chamados por Deus à sucessão apostólica. São eles: D. Joaquim Ferreira de Melo, bispo de Pelotas (in memoriam); D. Newton Holanda Gurgel (in memoriam), bispo diocesano de Crato entre 1994 e 2001; D. Augusto Alves da Rocha, bispo emérito de Floriano e D. Francisco Edimilson Neves, bispo diocesano de Tianguá.
Neste dia de alegria e exultação, rogamos à Virgem Maria, Rainha dos Apóstolos e Senhora da Penha, junto ao seu castíssimo esposo S. José, que continuem a impetrar aos alunos, ex-alunos, formadores e professores desta casa os favores da graça divina e a interceder pelas vocações, na amada Diocese Cratense e em todo o mundo, mormente naqueles lugares onde a carência de ministros ordenados resulta em enorme prejuízo para os fiéis.
Laus Deo, Virgini Mariae et Sancto Ioseph.

Autor: Seminarista Rodrigo Rêmulo. Rodrigo é filho de nossa Paróquia Santo Antônio de Barro – Santuário Diocesano da Divina Misericórdia e está cursando Teologia no Seminário Diocesano de Quixadá/ N.Sra. Imaculada Rainha do Sertão.

História do Seminário

A origem do Seminário São José começa pelo desejo do primeiro bispo do Ceará, Dom Luiz Antônio dos Santos (1861-1881), de fundar em Crato um educandário religioso. Para executar este sonho, Dom Luiz Antônio enviou em 1872 dois padres lazaristas, Guilherme e Antônio, que pregaram a necessidade deste projeto e recolheram donativos indispensáveis para a sua construção. Em agosto de 1874, Dom Luiz Antônio dos Santos autoriza o Pe. Enrile a iniciar a edificação do Seminário do Crato. A fim de acompanhar de perto os trabalhos o próprio Dom Luiz se desloca de Fortaleza e reside uma temporada em Crato. Em 7 de Março de 1875, ainda na fase de construção, o Bispo do Ceará colocou em funcionamento o Seminário São José, utilizando para tanto barracões de palha, enquanto se concluía a edificação do imponente edifício. Portanto a instalação do seminário se deu bem antes da criação da diocese do Crato, que só veio ocorrer 39 anos depois, em 20 de outubro de 1914. Ao longo de sua existência o Seminário São José foi fechado e reaberto várias vezes, devido ao fenômeno das secas, crises climáticas que assolaram o sertão nordestino.

Coube ao primeiro bispo de Crato, Dom Quintino Rodrigues de Oliveira e Silva, fundar, em 1922, o Seminário Episcopal do Crato, já que, anteriormente, o seminário funcionou como um anexo do de Fortaleza. Criando o Seminário de Crato, Dom Quintino tornou-se o pioneiro do ensino superior, no interior do Ceará, porquanto, no recuado ano de 1922, o educandário da diocese cratense iniciava suas atividades com o Seminário Menor e o Seminário Maior, ou seja, com o curso preparatório e o Curso Teológico.

Situação atual do Seminário

A formação sacerdotal no Seminário São José de Crato é composta de três ciclos: o Ciclo Propedêutico, que funciona, na cidade de Crato, e é feito em um ano, conta com 14 alunos; na sede do Seminário São José funciona o Ciclo Filosófico, feito em três anos, contando com 25 seminaristas, e o Ciclo Teológico, feito em quatro anos, contando com 20 alunos, totalizando 45 seminaristas em 2017. Desses seminaristas, 10 são oriundos das Diocese de Iguatu (CE) e 1 dos Servos Congregação existente na Diocese. Como se conclui o Seminário São José de Crato funciona como um centro regional de formação de novos sacerdotes católicos.

Image result for Seminário Diocesano São José crato

 

Sobre Rodrigo Martins

Leia Também

O significado da Procissão do Encontro na Semana Santa

Dentro da Semana Maior, a Procissão do Encontro tem um sentido particular Uma celebração litúrgica ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *